Balança comercial inicia agosto com superávit de US$ 633 milhões

O Ministério da Economia informou nesta segunda-feira (12) que a balança comercial registrou, até este domingo, superávit de US$ 633 milhões no início de agosto.

Quando as exportações superam as importações, o resultado é de superávit. Quando acontece o contrário, o resultado é de déficit.

De acordo com o governo, as exportações no período somaram US$ 6,114 bilhões (queda de 6,8% na comparação com agosto de 2018).

Nessa comparação, houve recuo nas vendas de produtos manufaturados (-17,3%) e básicos (-4,4%), enquanto houve aumento nas exportações de produtos semimanufaturados (+32,4%).

As importações, ainda segundo o governo, totalizaram US$ 5,480 bilhões (queda de 4,1% na mesma comparação).

Recuaram os gastos com veículos automóveis e partes (-35,4%), cobre e suas obras (-35,1%), combustíveis e lubrificantes (-33,8%), alumínio e suas obras (-24,7%), adubos e fertilizantes (-15,5%).

No acumulado de 2019, até este domingo (11), a balança comercial registrou um saldo positivo de US$ 29,108 bilhões, segundo dados oficiais.

Embora o saldo acumulado do ano seja positivo, houve queda de 16,7% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando o superávit chegou a US$ 34,958 bilhões.

De acordo com o governo federal, no acumulado deste ano, as exportações somaram US$ 136,114 bilhões – média diária de US$ 889 milhões (queda de 4,3% na comparação com o mesmo período do ano passado).

As importações, ainda segundo o governo, somaram US$ 107,005 bilhões no acumulado de 2019 – média diária de US$ 699 milhões (recuo de 0,5% em relação ao mesmo período de 2018).

Fonte: G1 | Alexandro Martello (Adaptado)

Publicidade