Copom vê inflação em nível 'confortável' e diz que projeções estão em linha com metas

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central informou nesta terça-feira (12), por meio da ata de sua última reunião, quando os juros básicos foram mantidos estáveis na mínima histórica de 6,5% ao ano, que a inflação encontra-se em níveis "apropriados ou confortáveis".

A instituição avaliou também que as estimativas indicam convergência da inflação em direção às metas ao longo de 2019 e 2020. "Essa trajetória é consistente com as expectativas de inflação, que permanecem ancoradas", acrescentou. O mercado financeiro prevê aumento dos juros somente em 2020.

A definição da taxa de juros pelo BC tem como foco o cumprimento da meta de inflação, fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Para 2019, a meta central de inflação é de 4,25% e, para 2020, de 4%. Com intervalo de tolerância, a inflação pode ficar entre 2,75% a 5,75% neste ano sem que a meta seja descumprida e, entre 2,5% e 5,5% no ano que vem.

Com base no cenário de mercado (que pressupõe juros e câmbio estimados pelos analistas dos bancos, com alta da taxa Selic para 8% ao ano no fim de 2020), o Copom estimou que a inflação ficará em 3,9% em 2019 e 3,8% em 2020, ou seja, em linha com as metas de inflação predefinidas.

Fonte: G1 | DF | Alexandro Martello (Adaptado)

Publicidade