Publicidade

Meirelles diz que aprovar reforma da Previdência neste ano 'é questão de bom senso'

O Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta quinta-feira (12) que acredita que "há uma chance muito boa" de o Brasil aprovar uma proposta de reforma da Previdência até o final do ano e alertou que o adiamento da votação pode ser prejudicial para o próximo governo que for eleito em 2018.

"É uma questão de bom senso para o país aprovar agora a reforma da Previdência", disse Meirelles a jornalistas em Washington, nos Estados Unidos. "A reforma da Previdência é interesse ou deveria ser o interesse das diversas facções políticas. Porque, inclusive, se não for aprovada agora, ela terá que ser discutida e aprovada no próximo governo. Então isso será ruim para quem assumir, porque o primeiro desafio será exatamente enfrentar a reforma da Previdência", continuou.

Meirelles, que participou de uma sessão de perguntas e respostas durante encontro do Instituto para Finanças Internacionais em Washington, disse que seria mais simples e "mais conveniente" aprovar a reforma neste ano, uma vez que o país terá eleições presidenciais em 2018, informa a Reuters.

Ainda segundo o ministro, uma aprovação da reforma ainda em 2017 ajudaria a aumentar "o nível de confiança, a força e a estabilidade dos índices econômicos e o volume de investimento".

Na véspera, Meirelles já havia reafirmado a expectativa de aprovação da reforma no Congresso ainda neste ano. O ministro, entretanto, admitiu que o texto que está em tramitação no Congresso poderá sofrer novas alterações e reduzir o impacto da reforma no ajuste nas contas públicas.

Fonte: G1

Publicidade